Sábado, 01 de Agosto, 2009

Senta-te diante da folha de papel e escreve. Escrever o quê? Não perguntes. Os crentes têm as suas horas de orar, mesmo não estando inclinados para isso. Concentram-se, fazem um esforço de contenção beata e lá conseguem. Esperam a graça e às vezes ela vem. Escrever é orar sem um deus para a oração. (...)

Escreve e não perguntes. Escreve para te doeres disso, de não saberes. E já houve resposta bastante.

 

in Pensar, Vergílio Ferreira

 

(pág.73, entrada 79)

escrito por no idea às 22:33

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab


4
5
6
7
8

9
10
11
14
15

16
17
18
19
20
21

23
26
27
28
29

31


últ. comentários
Lindo, isto é lindo de facto, secalhar é um carimb...
Deve ser deve
AhahahaPior só mesmo terem-me dito que não me podi...
Concordo! E digo mais! Há por ai muito gajo que de...
AhahahaHá ainda outra razão: celibato ;D
Também já me perguntei isso.. Deviamos reclamar.be...
É... sao poupados no conteudo. Mas nao poupam no p...
Só para deixar um beijinho...Gostei do texto
Eu odeio pombos... são criaturas realmente muito s...
Hihi, compreendo-te, compreendo-te! Os velhotes ac...
Old ideas
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

subscrever feeds