Sábado, 12 de Setembro, 2009

Toca a campainha. Olho lá para baixo aproveitando o facto da janela estar aberta para dar um olhinho para ver quem me estava a importunar a tal hora da tarde. São dois homens de fato. "Geovás? Não, estão demasiado bem vestidos". Corridinha até ao intercomunicador, "quem é?" "Minha Senhora, nós tocámos à sua porta por uma razão, queriamos-lhe fazer uma pergunta. Acha que a situação do desemprego e da criminalidade vão melhorar?" (Mas quem são estes? Políticos a fazer campanha porta-a-porta? Andam a fazer inquéritos? Se acho que isto vai melhorar, sei lá eu, mas sou algum Alexandrino para prever o futuro ou quê?) Resposta provável e a despachar: "Bem, penso que não". Nós viémos aqui dizer-lhe que apesar do panorama se apresentar negativo, temos de ver o futuro de forma positiva, pois DEUS VAI ACABAR COM O DESEMPREGO E A CRIMINALIDADE". Fiz aquilo a que chamo carinhosamente de "cara de rabo" e afastei um pouco o intercomunicador do meu ouvido. DEUS? Mas eles acham que estão a enganar idosas de 80 anos? "Está aqui nas escrituras, tem tempo para falarmos consigo?" "Não não, agora estou um pouco ocupada". "Mas para as pessoas ocupadas nós costumamos deixar as escrituras, não pode abrir a porta" "Não, deixe estar, não é preciso".

 

1. Porque é que eu não consigo ser rude?

 

2. Porque é que eu não lhes dei uma resposta do género: Meus senhores, o desemprego e a criminalidade são problemas originados pelos belos dos seres humanos. Ora bem, se há desemprego, não há dinheiro, sem dinheiro não há comida e a fome origina uns quantos criminosos. Também há quem o faça por diversão, mas isso é outra história. O desemprego existe devido aos seres humanos (?) que se encontram no poder. Como é que Deus iria resolver problemas provocados por nós? Só se nos exterminasse a todos. Ora muito boa tarde para vocês também.

escrito por no idea às 15:51

mais sobre mim
Sobre mim

(segundo o facebook)

Que personagem dos Simpsons és?

Lisa Simpson

Photobucket

A intelectualidade e a maturidade são tuas. Agora falta-te o que é teu. Não tens nada, mas tudo o que tens ganhaste-o com grande mérito e honra. Adoras saber mais e mais e nunca te cansas de trabalhar para o intelecto. No entanto achas-te inútil e inferior a muitos outros porque pensas que na vida o mais importante é o poder económico e estético. A humildade exagerada e a perfeição dão cabo do teu meio, mas tu adoras ambientar-te nelas.

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

21
22
24
25

27
28
29
30


últ. comentários
Lindo, isto é lindo de facto, secalhar é um carimb...
Deve ser deve
AhahahaPior só mesmo terem-me dito que não me podi...
Concordo! E digo mais! Há por ai muito gajo que de...
AhahahaHá ainda outra razão: celibato ;D
Também já me perguntei isso.. Deviamos reclamar.be...
É... sao poupados no conteudo. Mas nao poupam no p...
Só para deixar um beijinho...Gostei do texto
Eu odeio pombos... são criaturas realmente muito s...
Hihi, compreendo-te, compreendo-te! Os velhotes ac...
Old ideas
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro