Domingo, 19 de Julho, 2009

É Domingo. Com poucas horas de sono dirijo-me ao meu local de trabalho, que eu odeio, mas tem de ser, uma pessoa precisa de pagar a faculdade. Está cheio de gente, óptimo. Sento-me, e em poucos segundos a fila cresce. "Bom dia, vai querer saco?", pergunto eu, ainda com um tom bem-disposto. "Couve portuguesa? Deixe-me só pedir o código". Senhora idosa balbucia qualquer coisa entredentes. É a vez de outra senhora idosa, amiga da anterior. As duas falam alto, criticam, maldizem. "Desculpe, estes chinelos não têm código de barras". Senhora idosa número 2: BLÁ BLÁ SÓ HAVIA ESSES, '´TÁ BEM O CHINELO FICA CÁ. Nesta altura já tinha eu pedido para me substituirem os chinelos. 5 minutos depois: AH NÃ QUERO CHINELO, 'TOU FARTA DE ESTAR Á ESPERA! (Ai sim? Que bom, vá-se lá embora).

Senhora idosa número 3: Olhe desculpe, está aqui marcado ervilha, e isto é feijão verde. (ASFD#"$%#$&%!) "Espere só um momento, já lhe dou atenção."

"Menina, tem de me resolver este assunto!"

Resposta imaginária simpática: Se trabalhasse cá há uma semana, não cozinhasse e não fizesse compras, não iria saber ver a diferença entre os dois.

Resposta imaginária provável: OH MULHER CALE-SE E DEIXE-ME EM PAZ.

 

Aparte: O que é que aprendeste hoje de útil para a tua vida futura, hum?

 

 

Ervilhas.

 

 

Feijão verde.

 

Também gosto das senhoras que vêm perfeitamente que a cancela da caixa está fechada, eu estou atenciosamente a contar o dinheiro, a luz está desligada, o tapete não anda e não está ninguém. Mas com o ar mais natural deste mundo perguntam: A caixa está aberta? (Não minha senhora, mandámos toda a gente embora e fingimos que íamos fechar, mas estávamos só à sua espera.)

As pessoas idosas não respeitam os mais novos nem quem trabalha. Não compreendem que ninguém nasce ensinado. Não percebem quando a culpa não é nossa. São maldizentes. Na fila de supermercado sopram como não houvesse amanhã, como se isso fosse fazer a fila andar mais depressa. Estão com pressa para quê, para ir para casa ver as Tardes da Júlia ou o Preço Certo?

Obrigada por fazerem do meu dia mais um dia infeliz.

 

(Peço desculpa pela generalização, há velhinhos muito simpáticos. Mas os outros deram-me cabo cabeça).

sinto-me: e se fossem morrer todos?
escrito por no idea às 17:32

Quando eu começar a tirar a carta, o que será a partir desta semana segundo a (mentirosa) da mommy, logo poderei atropelá-las a todas. Que eu também odeio gente idosa... Se quiseres ponho-me à porta do teu local de trabalho e, com apenas um telefonemazeco, trato do teu problema :D
Depois mando-te é a conta para casa, que o serviço não seria "grátes".
Vânia a 19 de Julho de 2009 às 18:29

Hihi, compreendo-te, compreendo-te! Os velhotes acham que já adquiriram estatuto para poderem pôr de lado as boas maneiras! Estou ansioso por lá chegar! :P
Ninja! a 20 de Julho de 2009 às 17:58


mais sobre mim
Sobre mim

(segundo o facebook)

Que personagem dos Simpsons és?

Lisa Simpson

Photobucket

A intelectualidade e a maturidade são tuas. Agora falta-te o que é teu. Não tens nada, mas tudo o que tens ganhaste-o com grande mérito e honra. Adoras saber mais e mais e nunca te cansas de trabalhar para o intelecto. No entanto achas-te inútil e inferior a muitos outros porque pensas que na vida o mais importante é o poder económico e estético. A humildade exagerada e a perfeição dão cabo do teu meio, mas tu adoras ambientar-te nelas.

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24

26
28
30
31


últ. comentários
Lindo, isto é lindo de facto, secalhar é um carimb...
Deve ser deve
AhahahaPior só mesmo terem-me dito que não me podi...
Concordo! E digo mais! Há por ai muito gajo que de...
AhahahaHá ainda outra razão: celibato ;D
Também já me perguntei isso.. Deviamos reclamar.be...
É... sao poupados no conteudo. Mas nao poupam no p...
Só para deixar um beijinho...Gostei do texto
Eu odeio pombos... são criaturas realmente muito s...
Hihi, compreendo-te, compreendo-te! Os velhotes ac...
Old ideas
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro